4 Dicas para Lucrar Importando Cosméticos da China

O Brasil e a China, juntamente com os EUA e o Japão, formam o grupo dos maiores mercados consumidores de produtos de beleza do mundo. Mesmo em meio à crise econômica, o mercado brasileiro de cosméticos sobrevive e cresce a cada ano.

Já na China o crescimento do país levou à expansão do segmento a um ritmo acelerado, juntamente com o grande desenvolvimento de sua economia. O cr4 Dicas para Lucrar Importando Cosméticos da Chinascimento anual deste mercado chega a mais de 10%. Por isso, existem várias feiras de beleza no país, as quais expõem suas novidades no setor de cosméticos para o público.

Os asiáticos, em especial as mulheres, têm técnicas milenares de cuidados com a alimentação e a saúde, em especial com a aparência da pele. Porém, com o desenvolvimento econômico, a estrutura do mercado de beleza chinês vem mudando, assim como as tendências e o gosto do consumidor.

Isso gera mudanças e inovações nos cosméticos, tornando vantajoso a importação de produtos de beleza chineses não somente mais por preço baixo, mas também por funcionalidades diferentes e pesquisas que buscam desenvolver novos produtos.

A importação de cosméticos chineses é interessante para quem deseja adquirir ótimos produtos para a pele e, de quebra, economizar. Já para aqueles que desejam empreender, pensando nesse novo mercado, criamos uma lista com 4 dicas para lucrar importando cosméticos da China.

1 – Invista nos produtos de maior saída

O setor de produtos de cuidado com a pele é o que mais cresce no mercado de cosméticos. Máscaras, hidratantes e limpadores faciais, juntamente com cremes para a região dos olhos e para cuidados com os lábios, são os mais consumidos.

Os produtos com proteção solar e com propriedades anti-idade também são muito procurados e têm produção alta na China, onde preocupa-se altamente com a idade aparente da pele. As famosas máscaras faciais chinesas estão em alta e muitas delas possuem estas propriedades.

2 – Procure produtos 2 em 1, com várias propriedades diferentes

Uma das tendências do mercado global é a economia de tempo, uma vez que as rotinas estão cada vez mais atarefadas e as pessoas têm cada vez menos tempo para cuidar da pele, dedicando muitas vezes apenas 5 minutos de manhã antes do trabalho.

Uma pesquisa realizada pela Mintel mostra que as mulheres estão em busca de simplificar suas rotinas de cuidados, enquanto que mais pessoas buscam cuidar da saúde da pele. Nesse sentido, produtos que são ao mesmo tempo protetor solar e anti-idade, ou então cremes para acne que funcionam como base para uniformizar a pele, são exemplos do futuro deste mercado.

3 – Contrate um serviço de consultoria para auxiliar com as importações

Se seu objetivo é aumentar a lucratividade de seu negócio importando cosméticos chineses de boa qualidade e preço acessível, um consultor de importação pode ser uma boa opção. Por residir na China, ele pode auxiliar com a negociação local, com o idioma, além de verificar se os produtos escolhidos serão de qualidade e preço ideais.

Os fornecedores por ele definidos serão muito mais assertivos e a negociação com eles facilitada. O consultor garante também que os trâmites legais serão realizados de acordo com a legislação brasileira, evitando maiores dores de cabeça.

4 – Invista também em cosméticos para o público masculino

O público alvo principal do consumo de cosméticos são as mulheres entre 20 e 40 anos. Os homens, porém, estão ingressando cada vez mais no mercado da beleza e isso se reflete no aumento do consumo por parte do público masculino de artigos voltados ao cuidado com a pele.

Segundo dados da Euromonitor, os homens estão começando a se cuidar mais e, por isso, o setor de cosméticos masculinos teve aumentos de até 7,5% ao ano. Nesse sentido, protetores solar, produtos de hidratação e limpeza facial são os mais significativos, mas gradativamente produtos especiais como máscaras faciais têm quebrado estereótipos e crescido em vendas.

Esperamos que esta lista seja de grande ajuda para quem deseja lucrar importando cosméticos chineses. Qualquer dúvida ou sugestão sobre o tema, escreva para nós. Até a próxima!