Como contratar seguro na importação 

Quando se começa a pensar a trabalhar com importação de produtos, nada mais comum do que chegarmos aquele impasse: contratar ou não um seguro importação? Bom, para algumas pessoas que estão começando nesse negócio, podem até achar dispensável, porém, é justamente nesse momento que você precisa se assegurar de todas as formas.

Por mais dispensável que pareça, contratar esse tipo de serviço além de evitar alguns imprevistos, ainda lhe protege de avarias e algum erro nos produtos. Mas, como funciona e como contratar esse tipo de serviço? Isso você irá começar a conhecer agora, continue por aqui.

O que é: seguro importação

Imagine, você importou alguns produtos e o espera ansiosamente para fazer um dinheirinho, contudo, quando o recebe, percebe alguns pequenos e gravíssimos problemas, como por exemplo: produtos danificados, com defeitos ou até mesmo, pedidos incompletos.

Você fez a compra no exterior e não tem como ir até lá para reclamar ou pedir um reembolso ou reenvio da carga para chegar no dia seguinte. E como fazer para que esses problemas não aconteçam com os nossos produtos para que não tenhamos um prejuízo inesperado?

Simples, basta contratarmos um seguro e esses problemas poderão deixar de nos assombrar enquanto não recebemos as mercadorias. E esse tipo de serviço funciona devido as etapas de transporte.

1. Da fábrica ao porto do exportador;
2. Do porto exportador até os portos brasileiros;
3. Dos portos brasileiros até sua empresa.

Precisamos nos atentar para os procedimentos que acontecem quando adquirimos um produto de outro país e importamos para o nosso. Infelizmente, problemas acontecem e alguns itens podem ser roubados, extraviados, avariados ou desviados, independente do que aconteça, a única certeza que temos é de nosso prejuízo, não é mesmo?

Por isso que, ao contratarmos um serviço como esse, estamos nos precavendo e nos protegendo de algum imprevisto que, pode acontecer. Aqui estamos falando daquele tal de “mal necessário”, vai encarecer um pouco o nosso investimento? Sim, mas nada melhor do que estarmos protegidos contra eventualidades.

Como funciona o seguro importação?

Bom, você poderá achar que o custo desse serviço é bem caro, contudo, se for analisar a risca, colocando os riscos de perdas, verá que o valor dos serviços podem ser menores que prejuízos e perda de carga.

Geralmente o valor de investimento nesse tipo de recurso alcança a margem de 1% de seu produto e isso vale através de agências de seguros especializadas ou agentes de carga. Além disso, você pode contratar o tipo de importação que mais lhe deixe seguro: apólice aberta, com período maior ou importação por importação.

Para descobrir sua melhor opção, nada melhor do que consultar o tipo de cobertura de seus produtos. É preciso ter clareza nos valor máximo da cobertura e até qual etapa seu produto será protegido. Isso para o caso de importação para importação, já para a apólice, você deverá informar a nomenclatura do Mercosul e a média do valor que está sendo comprado.

Principais dúvidas

Contratar um serviço como este é sempre repleto de dúvidas, mas fique calmo, as primeiras transações realmente serão delicadas, mas com o tempo, você ficará mais seguro conforme vai aprendendo a entender e compreender esse negócio.

• Valor do seguro: essa é a dúvida mais comum entre as pessoas que trabalham com produtos importados. Na Declaração de Importação quando contratar o seguro tem que colocar o valor em seu campo destinado.
• A informação de valor é necessária devido aos cálculos de impostos de importação. Caso você coloque um valor que não condiz com o produto, isso incorrerá em falsidade ideológica, ou seja, crime. Mencionar um valor inferior ou nenhum, caracterizará em sonegação de impostos.

Espero que tenha compreendido como funciona o seguro importação. E que esteja sempre atento para novas informações a respeito por aqui.

[contact-form-7 id=”55254″ title=”Blog – Contato”]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima