Como evitar produtos com defeito na China


Infelizmente isso é algo que pode acontecer quando compramos produtos até mesmo em nosso próprio país. Ninguém está livre de comprar um produto com defeitos, ainda mais com as atuais linhas de produção que exigem mais rapidez para a montagem de produtos, principalmente eletrônicos que tem alta demanda.

Bom, mas, comprar um aparelho com defeito em seu país nativo ou algum produto importado, é bem diferente. Primeiro, em seu país nativo, basta você ir até o seu vendedor e trocar o produto, isso se ele não for um importador também, ok? Agora, em caso do produto importado comprado em seu país nativo, você deve chegar junto com seu vendedor também, certo?

O cliente final não quer saber do que pode ter acontecido para o produto chegar avariado. Ele pagou e ele quer o produto funcionando da maneira correta. Não sei por onde vende seu produto, se é para os amigos ou nos sites de venda online, caso for para os amigos ainda até consegue contornar, agora, se for online, produtos com defeito acabam com sua pontuação.

Por isso, nada melhor do que aprender algumas coisas de como evitar vender produtos com defeitos comprados na China. E como você pode fazer isso? Bom, muito simples. Uma dica super básica é: quando vender um produto, não esqueça de testá-lo antes de enviar, faça um vídeo em seu celular mostrando que ele está funcionando.

Afinal de contas, o produto pode danificar no transporte de seu comércio para a casa de seu cliente, não é verdade? E, para isso, você precisa ter alguma prova de que em sua mão ele estava funcionando. Agora, quanto a trocar o produto, se ele estava funcionando em sua mão e deixou de funcionar no cliente, precisará usar a natureza comerciante para contornar esse problema.

Por que não trocar com o próprio fornecedor?

Comprar na China é um ótimo negócio, contudo, quando contamos com a demora da entrega dos produtos e aprendemos a lidar com os percalços desse caminho ingrato. O transporte dos produtos importados que compramos da China, podem ser enviados via aérea ou mar, ambas contam com riscos e demoras.

Claro que as aéreas são mais rápidas, no entanto, mais caras, já as mercadorias que vem pelo mar, podem chegar a demorar cerca de trinta e cinco dias e, apesar da demora, seu custo também é alto e por isso, por causa do custo alto e da demora, não vale a pena mandar o produto para ser trocado no fornecedor.

Como fazer com produtos avariados?

Geralmente os fornecedores de importados sabem dos riscos nos transportes e, a maioria adota um sistema chamado “percentual de quebra”, ou seja, digamos que você comprou cinquenta webcams e pagou tanto, certo? Nessa transição existe o “percentual de quebra” que funciona da seguinte forma:

O fornecedor calcula meio por cento em cima do valor pago e te manda algumas peças do produto comprado de graça, por exemplo, você comprou cinquenta webcams, ele te mandará mais três para trocar algum possível defeito nas outras cinquenta.

A recomendação é: pegue essas câmeras e mais algumas que estejam funcionando e as reserve para quaisquer problemas que surgirem pelo caminho. Caso em sua compra tenha apenas três com defeito, maravilha, agora, caso haja mais, precisará entrar em contato com seu fornecedor e tentar um desconto para a próxima compra.

Caso seja um fornecedor que já lhe conhece, ele aceitará sua reclamação e pedirá para descartar os produtos, afinal de contas, se para nós é caro mandar uma peça para avaliarem, para eles também é. Por isso é mais fácil descontar na próxima compra, pois além de fidelizar o comprador, ainda mantem um laço de confiança e profissionalismo.

O mesmo tipo de comprometimento que temos que ter com nossos clientes. Espero que tenha gostado da dica de hoje e que volte sempre para mais informações para esse negócio da China.

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.