Como funciona a taxa de importação na Receita Federal

Durante um processo de importação, existem várias etapas a serem concluídas, mas além disso, a documentação deve estar em ordem para passar sem problemas pela Receita Federal.
Não tem como fazer uma importação, sem pagar impostos. Burlar esta lei é crime, mas tem muita gente que busca maneiras de importar sem pagar esses impostos obrigatórios em sua compra de importados.
Uma das justificativas é de que o mercado de importação é muito competitivo e que comprar itens importados da China sem pagar impostos é vantajoso, isso certamente é um grave erro. O importador pode até sair ileso em uma ou outra compra, mas uma hora ele vai cair na malha de verificação da Receita Federal.
É melhor lucrar menos, mas estar dentro da lei existente na compra de importados. Pagar impostos para ter direito a comprar mercadoria importada é algo obrigatório. Sendo assim, nunca acredite em fornecedores que oferecem uma importação sem o pagamento de impostos.
Se o importador compra produtos acima de 50 dólares, o imposto deve ser automaticamente pago. Uma situação que geralmente acontece é a compra de produtos importados por meio do CPF, em pequena quantidade.
Durante a inspeção,quando poucos produtos passam pelo rx da Receita Federal, contanto que não apresente risco, eles deixam passar. Porém, isso não é certeza de importação garantida: se constatar alguma irregularidade, como preço incorreto, por exemplo, a mercadoria fica retida até ser regularizada para posterior regularização.
Na importação HDL, os impostos realmente são muito caros, dependendo da mercadoria que está sendo importada, mas independente disso, o imposto tem que ser pago e ponto final.
No Mercado Livre e muitos outros sites de compra na internet, é fato que existem os produtos contrabandeados e tentar concorrer com o preço desses itens é praticamente impossível se a sua importação for dentro da lei, mas certamente são negociações tranquilas que não são feitas com o famoso medo de ser pego pela Receita Federal.
No portal da Receita Federal, tem a nomenclatura, identificação e valor específico de produtos comercializados em exportação e importação, seria o NCM. Ali é possível saber quais os impostos que são cobrados para compra desses itens.
Além disso, o importador deve colocar em cima desse valor o custo de 100%, incluindo frete e demais despesas. Dessa forma, a mercadoria será comercializada no valor correto, sem gerar um valor encarecido na revenda para o consumidor final.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!
👋 Oi, como posso ajudar?
Rolar para cima