Como importar produtos Alimentícios e Nativos da China

Como importar produtos Alimentícios e Nativos da China

As pessoas estão sempre buscando novidades para incluir em seus cardápios, prova disso é a quantidade de restaurantes que se dedicam especialmente para algumas cozinhas espalhadas pelo mundo, afinal de contas, aquele arroz e feijão básico, às vezes pede por algo diferente, não é verdade? No artigo de hoje, falaremos um pouco a respeito de como importar produtos alimentícios e nativos da China.

Você não sabia que isso é possível? Então continue por aqui que lhe daremos algumas dicas super importantes caso queira começar a trabalhar com as comidas mais exóticas do mundo. Lembrando que, ao se trabalhar com o setor alimentício, alguns detalhes precisarão ser levados em consideração e tudo isso e muito mais, encontrará por aqui, por isso, continue comigo.

Muito mais que apenas uma lista

Digamos que você está percebendo que o mercado de importação alimentícia pode lhe trazer ótimos ganhos. Bom, você tem razão, ele realmente pode lhe trazer o sucesso que espera no ramo de importação. Contudo, importar produtos alimentícios vai muito além de ter uma lista de compras e alguns fornecedores bons.

Primeiramente, temos que ter a clareza que não estamos fazendo compras em um supermercado. Aqui as compras funcionam de outra maneira, quer dizer,  funcionam da mesma, a única diferença é que demoram um pouco mais para chegar até a sua casa. E falando em chegar em casa, o ramo alimentício conta com diversos procedimentos burocráticos que você precisa estar atento.

Atente-se para todas as exigências da Anvisa

A Anvisa é um órgão que tem como finalidade aprovar e fiscalizar todos processos dos produtos de consumo pessoal, ou seja, remédios, cosméticos, alimentos e etc. E para controlar a qualidade desses produtos, a Anvisa geralmente está presente nos portos, aeroportos, fronteiras e recintos alfandegados.

Cada produto de responsabilidade desse órgão conta com um procedimento próprio que, depois de aprovado, permite a entrada em solo brasileiro. Por isso, para importar alimentos é necessário observar as normas determinadas pela Anvisa que, através de sua fiscalização, impede possíveis danos à saúde e contaminação.

Outro órgão que você poderá acabar conhecendo, dependendo da importação de alimentos escolhido será a MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Você descobrirá qual desses dois órgãos compete pelo seu produto logo após realizar todos os tramites administrativos

Como é o funcionamento de uma importação de alimentos

Antes de começar a pensar em importação de alimentos, você precisará ser registrado no SISCOMEX (Sistema Integrado de Comércio Exterior) é uma ferramenta completamente digital que integra todas as atividades de importação. Ao se cadastrar no sistema, precisará informar o produto na categoria Licenciamento de Importação.

Desta forma, sua mercadoria será destinada para a fiscalização competente, Anvisa ou Mapa, que dirá se os seus produtos estão liberados ou proibidos para comercialização. E por se tratar um produto repleto de cuidados, é recomendado que contrate um despachante aduaneiro, ainda mais se estiver tencionando importar em grandes quantidades.

Alimentos para revenda e seus cuidados

Além dos cuidados com toda papelada que envolve os produtos alimentícios, você precisará ficar de olhos bem abertos caso os produtos importados sejam para a revenda. Claro que você pode comprar para matéria-prima, no entanto, os cuidados são diferentes. Por exemplo, você está comprando produtos para revender, então precisa ter uma estrutura adequada para manter a higiene e a segurança dos produtos.

Um detalhe super importante para seus produtos é: negocie com fornecedores que contem com boa reputação e, ao pegar sua mercadoria, observe as validades e troque por rótulos traduzidos para melhor orientação de seus clientes. Por causa do tempo de viagem e das possibilidades de contaminação, fique longe dos seguintes produtos: peixes, cogumelos processados, suco de maçã e algo. De preferência para as opções industrializadas.

Outro detalhe que precisa atentar é a integridade dos recipientes dos produtos importados, digamos que deu preferência para importar latas de alimentos, durante o transporte, nada mais comum que alguma ou outra danifique. Não coloque a venda, separe-a para evitar riscos de contaminação para seus clientes, ok?

Bom, espero que tenham gostado do artigo e caso tenha ficado qualquer outra dúvida a respeito de como importar produtos alimentícios da China, peço que entrem em contato e terei o maior prazer de orientá-lo da melhor maneira de como começar seu negócio de importação de uma maneira segura para você e também, para seus clientes.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima