A Coréia do Sul está localizada na península coreana, um prolongamento do continente asiático entre a China e o Japão. O país possui 99.582 km² e 48,2 milhões de habitantes. O país faz fronteira com a Coréia do Norte por terra e com a China e o Japão por mar.

Fazendo Negócios com a Coréia do Sul

A Coréia do Sul apresentou um elevado crescimento econômico nas últimas décadas. No ano de 1963, o PIB per capita coreano era de US$ 100,00; comparável aos países subdesenvolvidos. Pouco mais de quarenta anos depois, em 2004 o valor passou para US$ 13.809,00. Os números continuaram a crescer. Em 2014, o PIB foi de US$ 27.970,00, representando um crescimento médio de 4,1%. O PIB sul-coreano está mais concentrado em Serviços (58,9%) e Indústria (38,7%). Apenas 2,4% encontra-se na agricultura. Este quadro econômico favorável faz com que o país seja conhecido como um dos “Dragões Asiáticos”.

A maior parte dos setores econômicos sul-coreanos é bem desenvolvida e as empresas coreanas conseguem ser bem competitivas em todo mundo.  O Índice de Classificação Econômica coloca a economia sul-coreana como a 6ª. mais complexa do mundo.

Fazer negócios com a Coréia do Sul, esta grande potência econômica asiática, pode ser muito lucrativo para as empresas nacionais. Por isso, vamos conhecer melhor os produtos mais importantes fabricados pela indústria deste país, que podem representar uma ótima oportunidade para os importadores brasileiros. 

 

Principais Produtos Coreanos:

Aço 

A Coréia do Sul é uma das maiores e mais eficientes produtoras de aço mundiais. No ano de 1989, havia cerca de 200 empresas no setor de aço, responsáveis por 2,3% da produção do mundo (tornando a Coréia a décima maior produtora de aço mundial). Atualmente, a demanda interna consome cerca de 70% da produção total. 

 

Eletrônicos: 

Este é um setor de destaque da indústria coreana. A Coréia do Sul produz cerca de 5% de todos os bens eletrônicos do mundo, fabricando celulares, computadores, TVs, aparelhos de DVD, fornos de micro-ondas, rádios, relógios, etc.

Muitas empresas sul-coreanas como a Samsung, a LG e a Hyundai uniram seus recursos ao capital estrangeiro para crescer e assim conseguir produzir equipamentos modernos com tecnologia de ponta. Os componentes eletrônicos, especialmente os semicondutores são responsáveis por 40% da produção industrial coreana. Já os celulares e equipamentos de comunicação por rádio representam 25% desta produção.

A Samsung Eletronics e outras empresas coreanas conseguiram se tornar líderes mundiais no mercado de chips de memória de alta capacidade, ultrapassando concorrentes americanas e japonesas.

 

Automóveis e Peças Automobilísticas

Durante quase toda a década de 80 a Hyundai era a única empresa autorizada a fabricar veículos de passeio no país. Porém, em 1989, a Kia Motors, a Daewoo e a Sangyong Motors passaram a fazer parte deste setor. Em 2004, a Coréia fabricou 3,4 milhões de veículos automotores, tornando-se a 6ª. maior fabricante de carros do mundo.

 

Construção Naval

Nos anos 70 e 80 a Coréia do Sul, foi líder da produção mundial de navios inclusive, supertanques e plataformas de petróleo. A maior empresa neste setor era a Hyundai, seguida pela Daewoo. Esta indústria apresentou uma queda em meados da década de 80, porém nos anos 90 ela se recuperou. Atualmente, em razão da substituição da frota mundial desgastada, a Coréia do Sul é novamente líder mundial em construção naval.

 

Armamentos 

A Coréia do Sul é uma importante fabricante de armamentos, tanto para uso próprio quanto para exportação. Ela fabrica produtos como rifles M-16, artilharia, munição, tanques e outros veículos militares, além de navios. Além disso, aeronaves são montadas mediante acordos de co-produção com empresas dos Estados Unidos.

 

As Exportações e a Coréia do Sul

 A Coréia do Sul é a quinta maior economia de exportação do mundo. Em 2017, as exportações sul-coreanas antigiram o valor de US$ 596 bilhões, mantendo a balança comercial positiva. As exportações são a mola propulsora do crescimento econômico do país e entre elas destacam-se os produtos:

– Automóveis

– Navios

– Aço

– Produtos de Alta Tecnologia como Microprocessadores, computadores e telefones celulares.

Tratando-se especialmente do comércio da sul-coreano com o Brasil, podemos destacar:

73% – Máquinas e Automóveis nos quais se inclui:

– Aparelhos de Telefonia

– Circuitos Integrados

– Autopeças

– Motores para Automóveis

– Centrifugadoras

– Partes de Aparelho para Filtrar ou Depurar Líquidos ou Gases

– Bombas de Ar

5,2% – Plásticos (Polímeros de estireno, polímeros de propileno e poacetais)

3,4% – Veículos e Material para Vias Férreas (Automotores e partes de veículos para vias férreas).

Existem ainda novos produtos que estão surgindo no mercado de exportação para o Brasil e podem representar novas possibilidades como cosméticos e roupas

Assim, vimos neste artigo que a Coréia do Sul é uma grande exportadora. A compra de produtos deste país, especialmente os de alta tecnologia como eletrônicos, circuitos integrados, semicondutores, telefones celulares, autopeças entre outros abordados aqui representam uma grande oportunidade para o empresário brasileiro, pois estas mercadorias aliam grande qualidade a preços competitivos.

Nossa consultoria de importação oferece todo o suporte para que sua empresa possa comprar estes produtos, com a máxima comodidade e segurança. Colocamos sua empresa em contato com os melhores fornecedores para que você consiga os maiores lucros.

Conheça mais sobre nossos serviços e faça ótimos negócios!