Investir em Painéis Solares

3 Coisas que Você Precisa Saber Antes de Investir em Painéis Solares

A geração de energia a partir de luz solar pode ser dividida em dois tipos: o primeiro é a utilização da luz para aquecimento de água, com o sistema consistindo de uma placa escura simples que absorve a energia do sol e a transforma em calor. Já o segundo tipo de placa é aquela que converte energia solar em eletricidade, utilizando células fotovoltaicas, que geralmente carregam algum tipo de bateria. São os painéis solares fotovoltaicos.

Essa geração de energia elétrica, a partir da fonte solar fotovoltaica, é uma das que mais tem crescido no mundo, impulsionada por incentivos oferecidos para países que adotam a produção de fontes renováveis de energia.

As fontes renováveis representam enormes benefícios, como a redução de emissões de poluentes, economia de fontes não-renováveis (como a água), geração de empregos, geração de renda, aumento de investimentos no país entre outros.

O Brasil, apesar de ser ainda muito dependente da energia elétrica proveniente de hidrelétricas, é um dos países com maior potencial de geração de energia fotovoltaica no mundo. Levando isso em conta, investir em painéis solares pode ser um negócio bastante lucrativo para quem deseja revendê-los ou até mesmo para quem deseja economizar na conta de luz da sua própria residência.
Pensando nessa oportunidade de investimento, nós do Destino China queremos te ajudar, apresentando 3 coisas que você precisa saber antes de investir em painéis solares.

1 – Importar da China é o melhor custo-benefício

Os painéis solares são encontrados com facilidade na China e é cada vez mais significativa a diferença de preço entre os importados da China e os produtos no Brasil. Isso ocorre devido à alta tributação nacional, que reduz muito a competitividade dos painéis produzidos aqui.

Segundo a Associação Brasileira do Alumínio (Abal) existe um abismo entre os produtos nacionais tributados e os painéis importados, o que torna muito difícil competir com os equipamentos produzidos na China, mesmo considerando os custos de importação. Importar os painéis chineses é, portanto, a melhor maneira de economizar em seus projetos ou de lucrar com a revenda em território nacional.

2 – Contratar um especialista em importação pode ser essencial

Os painéis solares são produtos que vêm ganhando diversas regulamentações, além das já estabelecidas leis para a importação simples de produtos.
A importação de painéis com células solares fotovoltaicas exige uma licença junto ao INMETRO e, para consegui-la, o painel importado deve ser avaliado e estar conforme a Portaria do INMETRO 004/2011.

Para garantir o cumprimento da legislação, o trâmite da importação bem como que a documentação exigida estará de acordo com os requerimentos legais, um especialista como o consultor de importação é primordial.

O consultor de importação poderá auxiliar não somente no atendimento desses procedimentos mas também para conseguir os melhores fornecedores, que atendam as especificações e tenham o melhor custo-benefício. Além disso, por dominar o idioma local, este facilitará a negociação, uma vez que a maior parte destas é feita na língua chinesa e que as especificações geralmente vêm na língua original ou em inglês.

3 – Certifique-se que o produto adquirido tem qualidade e garantia

Para certificar-se de que um painel fotovoltaico tem qualidade, é necessário checar todas as especificações do produto. Isso envolve exigir a ficha técnica do painel, verificar se há compatibilidade com seu projeto e se as funções são aquelas pré-definidas por você. Mais uma vez, se você estiver trabalhando com um especialista de importação, isso fica mais simples.

É necessário se atentar principalmente à garantia do produto. A maioria dos painéis fotovoltaicos promete potência mínima de 80% da potência original após 25 anos de uso. Certifique-se que algum tipo de garantia será concedida e se esta é compatível com o estabelecido por alguma entidade brasileira de proteção ao consumidor. Isso irá poupar eventuais dores de cabeça que podem acontecer quando há alguma falha de desempenho dos produtos.

Peça ao seu especialista que verifique, junto ao fornecedor, quais procedimentos você ou seus clientes devem tomar em caso de algum problema com o painel solar. Peça ainda para que seja indicada alguma assistência técnica local para auxiliar.

Esperamos que com essas dicas seja mais fácil importar painéis solares. Investindo de maneira correta, os painéis solares chineses com certeza irão trazer grandes retornos para seu negócio ou economia em seus projetos pessoais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.