Lucro real presumido ou simples nacional

Diferenças que podem ter um grande impacto na sua empresa, escolher a tributação adequada para a sua empresa é um dos passos mais importante durante o seu planejamento tributário, isso é determinante para reduzir os cargos e custos da sua empresa. Mas sempre fica a dúvida, qual a diferença entre o lucro real e o lucro presumido. Se a sua renda é menor do que 3,6 milhões de reais você deve optar pelo simples nacional caso contrário você tem que optar pelo lucro real ou o lucro presumido. O contador com mais experiência vai informar em qual termo você deve se encaixar, mas você como empresário precisa saber qual escolher e a diferença entre o lucro real ou presumido.

Simples Nacional

Foi desenvolvido para fomentar o desenvolvimento e a competitividade das micros empresas que possuem faturamento anual até 3,6 milhões de reais anuais. Ele engloba oito impostos em uma única guia com encargos previden casos que normalmente são encarados separadamente (IRPJ, CSLL, PIS/PASEP, COFINS, IPI, CPP, ICMS, ISS). Além de unificar os tributos ele serve como fator de desempate para empresas concorrem à licitação do governo e facilita o cumprimento de obrigações trabalhistas. Na pagina do simples nacional http://www8.receita.fazenda.gov.br/simplesNacional/ optando pelo simples nacional você pode acessar a página e emitir o DAS que é o’documento de arrecadação do simples nacional.Essa taxa unifica o recolhimento dos impostos (IRPJ, CSLL, PIS/PASEP, COFINS, IPI, CPP, ICMS, ISS) e repassa os valores automaticamente para as contas dos estados, município e união. O pagamento pode ser efetuado em qualquer agência bancária.

O que é o lucro presumido

É a fórmula de tributação simplificada para determinar a base de cálculo do imposto de renda IRPJ (Imposto de renda pessoa jurídica) e da CSLL(Contribuição social sobre o lucro líquido). A base de cálculo é prefixada pela legislação, mas muda de acordo com a atividade da sua empresa. Digamos que a sua empresa tem cunho comercial, então as margem são de 8% no caso a sua empresa trabalha com prestação de serviço a margem é de 32%. O grande risco do modelo presumido é a possibilidade da sua empresa pagar mais imposto do que deve, caso as margens de lucro efetivas forem menores do que a estabelecida na legislação. No caso do lucro presumido as arrecadações do PIS e do COFINS deverão ser cumulativas ou seja o pagamento de alíquotas de 3,65% sobre o faturamento não geram abatimento de crédito.

O que é o  Lucro Real

É a regra geral para a apuração dos impostos de renda e a contribuição social sobre o lucro líquido de pessoa física. É uma outra opção de tributação onde a empresa é calculada sobre o lucro líquido do período de apuração. Antes de afirmar qual foi a lucratividade real é preciso verificar o lucro líquido de cada ano ou período conforme a legislação. O lucro real não é cumulativo para o PIS e o COFINS, apesar da alíquota dessas contribuições ser superior ao lucro presumido de 9,25% sobre o faturamento. Existe a possibilidade de descontar créditos com base em alguns fatores, como montante da depreciação dos ativos como consumo de energia elétrica e outros. A empresa também obriga se a apresentar a receita federal alguns registros específicos.

O simples nacional tende a ser vantajoso para quase todas as empresas de pequeno porte, o lucro real é vantajoso para atividades com pouca lucratividade e o lucro presumido é vantajoso para atividades com alta lucratividade. Deixar bem claro que essa decisão sempre deve ser feita com a ajuda de um contador, pois ele conhece as normas fiscais e tributárias para decidir a melhor opção na área de atuação.

  • IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica)
  • CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido)
  • DRE (Demonstração do Resultado do Exercício)
  • Lalur (Livro de Apuração do Lucro Real)
  • PIS (Programa de Integração Social)
  • COFINS ( Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social)
  • IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados)
  • ISS (Imposto sobre serviços de qualquer natureza)
  • ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços)
  • Informações extras:

Lucro Bruto

  • – Custo variáveis são todos aqueles que variam de acordo com a quantidade produzida.
  • – Padaria produz 1000 pães
  • – seu custo da farinha é x
  • – padaria produz 100 pães
  • – seu custo da farinha é y
  • – padaria produz 0 paies
  • – seu custo é 0
  • – farinha = custo variável
  • – lucro bruto trata-se da diferença entre receita total e custo variável ou seja.
  • – lucro bruto = receita total – custo variável
  • Lucro bruto se trata da diferença entre receita total e custos variáveis, ou seja: Lucro Bruto = Receita Total – Custos Variáveis.

Lucro Liquido

  • – Custo fixos são todos aqueles que não dependem da quantidade produzida.      
  • – Padaria independente da quantidade de pães que ele produz ele tem que pagar funcionário e aluguel todo mês
  • – Os custos de salário e aluguel sao custos fixos
  • – Custo total sao a soma de todos os custos, sejam eles fixos ou variáveis
  • Custo total = custo fixos + custo variáveis
  • Alguns impostos são custos fixos como o IPTU e outros assumem de forma variável como ICMS
  • Lucro líquido = receita total e custo total ou seja
  • – lucro liquido = receita total – custom total
  • Lucro líquido se trata da diferença entre a receita total e custo total, ou seja, Lucro Líquido = Receita Total – Custo Total.