Qual é o melhor prazo de pagamento de uma importação

Qual é o melhor prazo de pagamento de uma importação

A forma como o pagamento será feito é um dos fatores mais importantes dentro de uma negociação de venda em uma importação.
O método de pagamento será influenciado por diversas prioridades e demais circunstâncias. Uma das questões a serem levantadas é o conhecimento que se tem de financiamento nas vendas, assim como a disponibilidade do fornecedor em aceitar as condições e termos impostos.

O que se deve considerar como fator determinante na escolha da forma de pagamento

• Fluxo de caixa: Se houver uma disponibilidade de pagamento imediato ou em termos de 30, 60 ou 90 dias.
• Relação importador/fornecedor: Se o fornecedor tiver um bom relacionamento com quem está importando, é bem possível que ele esteja disposto a negociar os termos com mais abertura. O benefício para ambas as partes pode ser obtido ao chegarem a um consenso de venda.
• Situação econômica do país o qual está importando: Se o país enfrenta uma séria crise financeira, pode ser uma boa ideia considerar a consignação ou troca.
• Ajuste da moeda e taxa de juros: Se a moeda for volátil e a negociação for de grandes volumes e acontecerão de maneira repetitiva, a lucratividade pode ser facilmente afetada.
Diversos importadores e fornecedores desconsideram erroneamente o mercado de câmbio durante a sua decisão com relação ao método de pagamento, não contando com as flutuações cambiais e correndo o grande risco de ter um prejuízo inesperado.
• Tipo de mercadoria: A demanda de produtos que você pretende importar é grande? Se a resposta for sim, é provável que o fornecedor fique mais aberto a concessões quando às condições de pagamento.
• Fornecedor com grande credibilidade: A credibilidade fraca do fornecedor pode refletir em quem está importando. Por que? Provavelmente seus termos serão extremos e, por vezes, inflexíveis.
Talvez ele insistirá no pagamento antecipado ou outra forma que apenas o beneficie, talvez até solicitando um prazo de entrega maior. Sendo assim, o mais certo a se fazer é procurar outro fornecedor.
Não é agradável negociar com um fornecedor que pode à qualquer momento te deixar na mão, não cumprir com o acordado e te dar algumas dores de cabeça. Pesquise os termos dos outros concorrentes como método avaliativo. Assim você pode descobrir o que os outros fornecedores estão oferecendo e optar pelo o que melhor de adequa às suas condições.
O que o fornecedor tem de demanda: Se um fornecedor exigir algo um tanto exorbitante, até que ponto você aceitaria? Talvez outra fonte te oferecerá maiores vantagens que se encaixem em suas necessidades?
A urgência em todo o processo de transação: Se o importador tem pressa, limite de tempo, é possível que não se faça boas negociações, uma vez que a premissa “a pressa é inimiga da profissão” é verdadeira. Se houver baixa no estoque e a extrema necessidade de reposição é possível que o importador acabe se rendendo ao que o fornecedor quiser impor.
Em suma, uma coisa é certa: seja qual for a forma de pagamento que o importador negociar com o fornecedor, é preciso ficar atendo e se certificar de que todos os termos foram entendidos por ambas as partes.
A assinatura do documento com as cláusulas claras e objetivas também é imprescindível. Essa é uma forma de se cercar de possíveis problemas futuros e situações desagradáveis durante o processo de importação.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.