Quais as vantagens de usar UPS, FEDEX e DHL

Desde que surgiu a necessidade de troca de informações, valores e mercadorias entre as pessoas, a sociedade inventou diversas formas para esses mecanismos darem certo, os correios foi uma das primeiras ferramentas de envio.

E com a modernização e compra mais facilitada de produtos importados, o correio se viu obrigado a fazer envio de mercadorias estrangeiras, criando um sistema próprio para tal.

A UPS – sigla de United States Post, é o correio americano e quando o produto chega ali, fica parado e os funcionários do mesmo pedem fotos e documentos para liberação do mesmo. Isso é motivo de reclamação para alguns clientes, mas este tipo de procedimento, é algo normal.

Isso ocorre pelo fato do correio não trabalhar somente com pessoa física, mas também com empresas, o caracteriza um serviço de exportação. Sendo assim, para a USP liberar essas mercadorias perante a receita, eles obrigatoriamente precisam pedir documentação e fotos se necessário.

Aqui o correio dispõe seus serviços como um despachante aduaneiro de quem compra produtos importados e esta regra vale para todos o pedido desses itens.

É fato que algumas empresas são mais maleáveis e a USP ou HDL em sua maioria, com produto de baixo valor e compra de pessoa física, não pedem documentação. A empresa de correios DHL é considerada uma das melhores, pois em até 7 dias a mercadoria está chegando no destino final.

Independente de qual empresa foi escolhida para envio da mercadoria importada, é importante a definição do custo investido nos produtos, procurando saber qual a modalidade de envio que existe.

Por exemplo, se é a modalidade de envio longo que vai de avião e faz a parada em algum aeroporto antes de chegar ao destino final, procure saber como funciona a trajetória que envolve a mercadoria para ter noção de quando vai chegar no endereço proposto.

Pois às vezes não é culpa dos correios a demora da entrega, pode ser talvez por falta de conhecimento por parte do cliente de todo o mecanismo da operação. Porque pode existir uma operação de transferência de carga em portos e aeroportos, o que torna a chegada dos produtos mais demorada.

 É certo que empresas que não fazem participação direta com o correio, vai exigir a parte de documentação para liberar a mercadoria importada. É imprescindível estar buscando informações para evitar erros e acabar julgando o trabalho mal o trabalho de determinada empresa.

Na realidade será um procedimento de importação normal com os correios fazendo a parte do despachante aduaneiro, indo a receita apresentar a documentação enviada para liberar os produtos para chegar ao destino.

Atualmente, a grande maioria dessas empresas não estão aceitando esse tipo de envio. Por exemplo, se eu sou um vendedor chinês, e envio uma mercadoria para o Brasil, eu sou o responsável por essa carga. Isso porque quando vai via USP, quando chega ao Brasil, o recebedor não quer pagar os impostos obrigatórios da mercadoria.

Fatalmente quem vai ter que pagar o custo do retorno desta mercadoria para a China, será o vendedor chinês, por isso muitos fornecedores chineses não estão aceitando esse tipo de envio. Por isso, a melhor dica é para envio de produtos da China é ser sensato e informado.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima