10 Dicas para quem quer viajar para a Coréia do Sul Idéias para viagem a Coréia do sul

10 Dicas para quem quer viajar para a Coréia do Sul

Viajar para a Coréia do Sul pode ser uma grande experiência, tanto pela sua cultura única, com muitos aspectos que são exóticos para nós, como pelas grandes oportunidades de negócios, pois o país tem se mostrado cada vez mais uma grande potência exportadora.

Neste texto, vamos te dar dez dicas para que você possa aproveitar ao máximo sua viagem.

10 Dicas para quem quer viajar para a Coréia do Sul Homem chinês mexendo no celular na grande muralha

1- Vistos e Imigração: A primeira dica não é propriamente uma dica, mas sim uma informação que vai animar os viajantes. Brasileiros não necessitam de visto para visitar a Coréia do Sul por até três meses. Basta o passaporte, com validade mínima de seis meses e o Certificado Internacional de Vacinação contra Febre Amarela.

2- Quando Ir: O país pode ser visitado em qualquer época do ano, mas há algumas particularidades e grandes variações no clima. Entre julho e o começo de setembro ocorre o período mais quente e abafado. A temperatura atinge facilmente os 30 graus. De outubro a fevereiro é frio. Em dezembro, por exemplo, costuma nevar e as temperaturas podem ser negativas.

3- Dinheiro e Cartão de Crédito: A moeda oficial da Coréia do Sul é o Won e apenas ele é aceito. Portanto, a melhor opção é levar dólares e trocá-los em Seul.

Cartões de crédito geralmente são aceitos nos estabelecimentos e existem até mesmo locais que aceitam apenas cartões, como o Starbucks. Já no comércio de rua, como nas barraquinhas de comidas e lojinhas eles não são aceitos.

4- Baixe o Aplicativo do Google Translate: O app, disponível para Android e IOS, é fundamental para quem não fala coreano. A tradução não é perfeita, mas ajuda bastante. Com ele, é possível inserir palavras e sentenças através de voz, digitação, escrita cursiva e captura de imagem. A tradução pode ser mostrada à pessoa com quem se fala, tornando a comunicação mais fácil. É um serviço online, necessitando, portanto, de uma conexão à internet.

5- Alugue um Pocket Wi-Fi: O Pocket wi-fi funciona como um rastreador portátil que capta o sinal 4G e o distribui para até 5 dispositivos que você queira conectar. É possível alugar o serviço daqui do Brasil, através do site da Poket Wifi Korea e retirar o aparelho no Aeroporto. No fim da viagem, é só entregá-lo no mesmo local da retirada. Com a conexão à internet, é possível consultar preços, trajetos de trem, utilizar o Google Maps, etc.

6- Informações Turísticas Gratuitas por Telefone: Existe, na Coréia do Sul, dois serviços gratuitos atrativos para se tirar dúvidas e obter informações turísticas.

10 Dicas para quem quer viajar para a Coréia do Sul Fotos da grande muralha

O primeiro é o Dasan Call Center, direcionado para auxiliar quem vive em Seul e precisa resolver problemas diversos, como tirar um documento ou mesmo pedir comida por telefone. Além do coreano, o atendimento também é feito em inglês e quatro outras línguas estrangeiras (chinês, japonês, vietnamita e mongol). Os números são:

Ligação dentro da área metropolitana de Seul: 120

Ligação fora da área metropolitana de Seul: 02 – 120

Já o Korea Hotline é administrado pela Organização de Turismo da Coréia do Sul (KTO) e tem como objetivo fornecer informações para os turistas sobre pontos e atrações turísticas, transportes, acomodações, restaurantes, compras, etc., além de sanar dúvidas. Os números são:

Ligação dentro da área metropolitana de Seul: 1330

Ligação fora da área metropolitana de Seul: 02 – 13307- Seguro Viagem: O seguro viagem é obrigatório para que se possa entrar na Coréia do Sul. Não portar a apólice de se seguro pode resultar em recusa e o visitante pode ser deportado, Assim, é essencial providenciar o seguro antes de sair do Brasil.

8- Metrô: O transporte por metrô na Coréia do Sul é ótimo. Para facilitar suas viagens, compre já no primeiro dia o cartão de recarga utilizado no transporte público chamado de T-money. O saldo também pode ser utilizado para comprar em diversas redes de lojas e mercados.

9- Trem: Os trens na Coréia são rápidos, eficientes e baratos. Existe a opção do KR Pass, um passe que permite a circulação, num período fixo de um, três, cinco, sete ou dez dias por toda a malha ferroviária do país administrada pela Korail, inclusive nas linhas de trem rápido. Caso você esteja viajando num grupo de até cinco pessoas e todos forem seguir o mesmo itinerário, há uma categoria econômica chamada Saver que visa baratear o custo do passe.

10 Dicas para quem quer viajar para a Coréia do Sul Escorregador na muralha da China

10 – Táxi: Há dois tipos de táxis, os normais e os deluxe, cujas tarifas são baseadas na distância e no horário. Os táxis deluxe são pretos e oferecem um serviço mais confortável e seguro, porém são mais caros que os táxis cinza normais. A maior parte dos motoristas de táxi não fala inglês, então é importante pedir ao seu hotel que escreva o endereço em coreano.

Esperamos que você tenha gostado das nossas dicas sobre viagem para a Coréia do Sul. Para mais informações, acompanhe as postagens do nosso blog. Caso tenha dúvida entre em contato conosco da Destino China, estamos à sua disposição!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima