Como importar da China legalmente

Como importar da China legalmente

Quem sonha em entrar no mercado asiático, deve entender todos os pormenores sobre como importar da China legalmente. Não basta encontrar o próximo produto de grande sucesso que venderá aqui. Muitas coisas envolvem essa negociação, o que pode causar, ou não, problemas.

O objetivo desse artigo é fornecer uma imagem completa do ambiente de importação legal. A maneira legítima e correta de “não ter problemas” é extremamente necessária. Assim, leia até o final e entenda.
Como importar legalmente da China e não ter problemas nos negócios
A parte complicada desse país da Ásia é que ele está se desenvolvendo tão rápido que as regras podem mudar de repente. Sem contar com as taxas e procedimentos fiscais que também têm a chance de mudar. Portanto, manter sempre um tempo extra para verificar essas questões é primordial.


O agente de transportes
A maneira mais assertiva de importar é importando as mercadorias por meio de um agente de transporte registrado para um porto chinês. Dessa forma, é possível ter toda a documentação adequada e comprovante de onde as mercadorias foram originadas (fabricadas).
Ele também será capaz de conseguir:
• As faturas para quem está importando;
• As guias de remessa e especificações;
• Os detalhes completos sobre os produtos (ter uma descrição do produto chinês definitivamente ajudará).


Importação legal em caso de mercadorias para uso pessoal
Quem não sabe como importar da China legalmente pode se confundir um pouco devido à inexperiência. Para que um produto seja legalizado, sendo este para usos pessoais, não é preciso que o consumir faça quase nada.
O processo todo é realizado por meio de uma importadora. Inclusive, a emissão do documento mais importante para quem receberá os itens: a nota fiscal.
A única preocupação do consumidor quando este quer importar produtos chineses é efetuar o pagamento dos tributos. Entretanto, não serão em todos os casos que isso será preciso. Várias pessoas físicas acabam recebendo mercadorias que não passam pelas taxações da Receita Federal.
Ainda em se relacionando com taxas, é necessário ficar atento às determinadas regras para ter como importar da China legalmente.
O tipo de mercadoria pode influenciar ou não na taxação dos produtos importados. Por exemplo, os eletrônicos são objetos bastante visados dentro do processo para nacionalização.


Importação legal em caso de mercadorias para revenda
A importação de produtos chineses para a revenda, obviamente, é feita em quantidades grandes. Isso acaba gerando necessariamente certas confusões que podem interferir nos preços finais de compra.
Quem é pessoa física e deseja comprar no mercado, mais especificamente no chinês, não pode ultrapassar o gasto de U$ 500. Sendo assim, o processo se torna completamente diferente, requerendo uma gama de determinados documentos. Estes comprovarão as intenções do negócio.
A pessoa jurídica que pretende entender como importar da China legalmente deve saber que todas as mercadorias terão taxas. Dessa forma, o empreendedor precisa prestar atenção nas leis que estão vigentes e sendo aplicadas.
Erros nas documentações exigidas, bem como a falta das notas fiscais podem tornar os produtos em itens ilegais. Isso impedirá o importador de revender dentro do mercado brasileiro.
Em suma, para ter como importar da China legalmente é preciso ficar bem esperto quanto à documentação de cada parte do processo. Isso evita problemas e prejuízos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima