Importação de Motos e Acessórios

Importação de Motos e Acessórios

A sua moto dos sonhos não é comercializada no Brasil? Precisa de acessórios automotores para a sua motocicleta? Se você é um cliente final, os trâmites não são tão complicados, se você pretende importar em grandes quantidades, fique atento para anotar todas as taxas e procedimentos necessários para a sua compra.

A moto é um bem de valor agregado, um patrimônio importante, por esse motivo aconselhamos que você observe bem o mercado antes de fazer o investimento.

O Brasileiro costuma importar motos dos USA, embora a Argentina também é uma opção do nosso mercado quando um modelo específico não existe no mercado.

Se você já possui um atacado, varejo ou “atacarejo” de acessórios para moto, essa oportunidade de negócios é perfeita para você.

O nosso artigo separou algumas informações preciosas para que você já tenha uma noção das taxas de importação e procedimentos alfandegários, vamos conhecer?

Dicas de importação

Se você já é um revendedor de peças de moto, certamente já conhece os detalhes do seu negócio, embora já tenha percebido que as peças aqui no Brasil estão um pouco inflacionadas.

Do que você precisa? Carenagem universal? Farol auxiliar, farol de led, retrovisor, pisca alerta, esporte de placa, luvas, capacetes?
Todos esses itens podem ser adquiridos por um valor módico e muitas vezes sem frete.

A China é o grande produtor desses itens, nos sites Aliexpress e Alibaba você vai encontrar a facilidade que precisa para importar.

– Importar moto dos USA: Você pode até importar a moto sem ajuda de intermediários, mas a sua vida será um tanto complicada, as burocracias são enormes e a ineficiência dos portos nessa questão pode ser desanimador.

– Contratando um intermediário você vai pagar um pouco mais pelo serviço, mas será compensatório pelo tempo poupado. Os serviços que deverão ser pagos são: Opening (taxa inicial) e o Payoff (valor total do carro que deverá ser pago em 30 dias)

– Importar moto da Argentina: Essa tem sido uma opção alternativa dos brasileiros em meio a alta do Dólar, a Argentina apresenta um mercado mais diversificado de motos, o que atrai pessoas de toda américa do sul.

– Documentações exigidas: 5 copias autenticadas do CPF, RG e comprovante de residência, lembrando que todo licenciamento é analisado pelo DECEX (departamento de comercio exterior) essa licença deve ser adquirida antes de importar o veículo, independente do país que você importar.

Conclusão

Seja você um comprador final ou comerciante que almeje ter um bom estoque em sua loja, as burocracias são as mesmas e podem tomar um pouco do seu tempo, aconselhamos que se utilizem dos serviços dos “Trading”

E caso você tenha um capital, tem interesse em investir no negócio de acessórios para moto, tenha um pouco de cautela, estude o mercado, volte para o seu planejamento de negócios e veja se essa é realmente a sua vocação.

Se você gostou do nosso artigo compartilhe em suas redes sociais, caso tenha alguma dúvida ou sugestão, deixe em nossos comentários, teremos o prazer em respondê-los, até a próxima.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.