Negócios com a China: 3 erros comuns

 

Você sabe quais são os erros mais comuns ao fazer negócios com a China? Vou lhe dar essa pequena lista para alertar.

 

A China virou um palco de negócios, inúmeros empresários do mundo inteiro viajam para lá a fim de fechar grandes negócios. Portanto, os negócios com a China tem se tornado cada vez mais comuns, e por isso erros comuns são possíveis de acontecer com qualquer pessoa.

 

Negociar com a China é uma estratégia incrível. Evitar erros comuns e uma necessidade básica.

 

O sucesso do negócio está inteiramente ao alcance do empresário, basta observar as necessidades e resolver os problemas aparentes, dando soluções inovadoras. O sucesso é possível para aquele que acredita, e também práticas boas estratégias para alcançar o sucesso, principalmente quando falamos em negócios com a China.

 

Esse artigo foi escrito como um alerta para você vou lhe mostrar os erros mais comuns dos empreendedores que se rendem às negociações internacionais. Não pense que é para desanima-lo, pelo contrario, é para falar que mesmo sendo um mercado muito viável, onde poderá alcançar o sucesso nos seus lucros, é preciso tomar cuidado e não estragar tudo por causa desses erros comuns.

 

Negócios: os 3 erros mais comuns

 

Vou lhe mostrar agora os erros que mais acontecem, ou seja, os erros comuns de quem começa a fazer negócios com a China. Lembre-se deste texto para servi-lo de alerta.

 

Primeiro erro comum: planejamento precário

 

Sem planejar não dá para fazer negócios com a China. Planejamento precário também é um erro comum. É preciso estabelecer todas as metas, anotar todos os objetivos, conhecer quais gastos irá ter, lembrando que há gastos fixos e gastos variáveis.

 

O planejamento deve começar bem antes de decidir ir para a China ou entrar em contato com o fornecedor. Ele definirá seus objetivos, como também vai lhe informar qual o orçamento disponível.

 

Outro fator importante que se torna um erro comum para quem vai negociar com a China é o planejamento das datas. O processo é demorado e burocrático, então se lembre de que não é em uma semana que suas mercadorias chegarão então se precisar dos produtos para uma determinada data, faça o planejamento e o pedido, bem antes, para chegar a tempo para você.

 

Segundo erro comum: não analisar o mercado

 

Este erro comum de quem negocia com a China tem um nome mais profissional: viabilidade do negócio.

 

A viabilidade de seu projeto é descoberta quando se faz um ótimo planejamento. Descobrir se o produto que está querendo adquirir é realmente bom para o mercado onde está inserido, ou àquele que planeja alcançar.

 

Faça uma pesquisa e veja se não há fabricantes nacionais com preços competitivos, se houver, faça uma análise mais detalhada para ver a viabilidade do produto. Isso tudo antes de negociar com a China.

 

Terceiro erro comum: produtos sem qualidade

 

Esse erro comum não pode ser tolerado. Há quem vai à China em busca de produtos de baixa qualidade visando os valores do produto. Isso não é aconselhável, visando que os consumidores brasileiros são bastante exigentes.

 

Comprar produtos falsificados também pode ser uma grande furada em seu negócio, então venha focado em realizar negócios sérios.

 

A Destino China pode te ajudar a não cometer erros comuns, como também lhe fornece todo o auxilio necessário, desde consultorias, pesquisas até o mais desejado acompanhamento vip. Você não quer cometer erros ao negociar com a China, não é mesmo? Então conte conosco, somos parceiros.